jogos é brincadeiras

SEÇÕES

'Heráclito Fortes nos entregou uma herança maldita', diz Fábio Novo

'Heráclito Fortes nos entregou uma herança maldita', diz Fábio Novo

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O deputado Fábio Novo (PT), secretário estadual de Cultura, concedeu entrevista ao vivo ao programa Agora, da Rede jogos é brincadeiras, para falar sobre sua gestão na Secretaria de Cultura, novos investimentos, ações em várias regiões do Estado e política.

Um mês à frente da Secretaria de Cultura

“O governador Wellington Dias, caso fosse eleito e na própria campanha eleitoral, tinha um compromisso de criar a Secretaria de Cultura que era a antiga Fundac (Fundação Estadual de Cultura). Fizemos a reforma administrativa na Assembleia, como vocês acompanharam e em nenhum momento imaginei que estaria mudando para lá. Na verdade, fui convidado, ou melhor, convocado por parte do governador, aceitamos e hoje estamos completando um mês à frente da Secretaria. É um momento de transição, pois precisamos organizar. Nesse primeiro momento, por exemplo, você tem que adequar ela à uma Secretaria. Na próxima semana de agosto teremos que mandar três leis para a Assembleia para se reformular o Conselho de Cultura, porque a partir de agora precisa ser paritário, pois é uma exigência do próprio Ministério da Cultura. O sistema de cultura necessita ser criado e o fundo para que, a partir de 2016, possamos acessar mais recursos do Ministério da Cultura.Nossa prioridade, nesse primeiro mês, foi fazer com que nós tivéssemos um evento, o calendário de julho, realizado. A Semana Cultura de Monsenhor Gil, que acontece há mais de 15 anos, foi realizada. A de Ipiranga também realizamos. O Piauí sediou pela primeira vez, na cidade de Parnaíba, o Encontro Nacional de Quadrilhas Juninas. Vamos abrir agora na próxima semana a Escolinha de Sanfoneiros em São Raimundo Nonato juntamente com a governadora Margarete Coelho. Além disso, estamos potencializando a Escolinha de Rebecas em Bom Jesus e a Escola de Bandolins em Oeiras”, afirmou.

Reforma e modernização na Escola de Música e Dança de Teresina

“O governador Wellington Dias já autorizou a reforma da Escola de Música, que já possui mais de 1.200 alunos e da Escola de Dança que acabou de ganhar um prêmio do nosso Ministério da Cultura. Essa escola exporta talentos e também ganhará reforma, aliás, já finalizamos o projeto e vamos abrir a licitação. Durante reunião com o ministro da Cultura, em Brasília, garantimos recursos para os 80 pontos de cultura espalhados pelo Piauí. Conseguimos emenda do deputado Assis Carvalho que vai nos possibilitar reforma na Casa da Cultura de Corrente e novos equipamentos que há tempos estávamos precisando. Vamos realizar os Folguedos, entre 19 e 22, no Abertão. Muitos perguntaram por qual motivo essa data mudou de junho para agosto. Vamos fazer mais barato, pois tínhamos um orçamento de R$ 1.800, mas vamos fazer com menos da metade”, disse.

Encontro com secretários de Educação e Justiça

“Me encontrei com Daniel Oliveira, da Justiça, e com a secretaria Rejane Dias, da Educação. Com a Secretaria de Justiça, Educação e com apoio da Academia Piauiense de Letras, firmamos uma parceria importante. Nós, através da Lei de Incentivo a Cultura, estamos destinando recursos para a Academia Piauiense de Letras. Vamos restabelecer a edição de livros piauienses. No segundo semestre serão 50 livros de autores piauienses lançados e parte dos lançamentos serão doados para Secretaria de Justiça que repassará para as unidades penitenciárias. Cada interno que ler e faze uma resenha terá três dias reduzidos. No início de agosto já vamos fazer a entrega de parte desses livros”, conta.

Viagem do governador ironizada

“Ele foi trabalhar e trabalha muito e por isso é governador no primeiro mandato. Eu tenho essa inveja boa do governador Wellington Dias, pois quem não gostaria de ser eleito governador do próprio Estado três vezes no primeiro turno?Ele é um político presente. O deputado Heráclito Fortes nos entregou uma herança maldita. Ele fez parte de um governo que deixou uma situação difícil para nós. Estamos fazendo o dever de casa. Ele será um grande governador., A gente sabe como era o Piauí. Por exemplo, em 2003, por exemplo, anunciamos que havia 150 mil famílias sem energia elétrica na zona rural do Estado. Com toda dificuldade lançamos esse programa que ninguém acreditava. Visitei de carro, porque ando muito, Santa Filomena, onde estamos finalizando BR-135 e 235, todo mundo prometeu aquela estrada, mas nós é quem fizemos e com dinheiro federal, mandado pela presidente Dilma. É uma obra de R$ 150 milhões. Eu queria que ele visitasse ao menos três canteiros de obras. O linhão de energia, que estamos afazendo, com 1.700 empregados, ele devia visitar. Estou dando expediente das 7 da manhã às 22 da noite. Ele foi em busca de um dinheiro que é importante para o Piauí”, afirmou.

Eleições para Prefeitura de Teresina

“Eu estou um pouco afastado. Cada partido deve ter um nome competitivo. O PT não pode apenas apresentar nomes, não é o caso de Solano, mas no seu devido tempo. Anote o que estou dizendo: o PT irá sair com bom desempenho nas eleições do ano que vem”, afirmou.

Fotos: Luis Fernando Gonzaga



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
jogos é brincadeiras Mapa do site

1234