40 super hot slots

SEÇÕES

Valor aprovado para emendas em 2024 supera maioria dos Ministérios; compare

Curiosamente, o montante destinado às emendas assemelha-se ao orçamento previsto para o Ministério dos Transportes no próximo ano, estimado em R$ 53,6 bilhões.

Congresso Nacional aprovou emendas impositivas de R$ 53 bilhões | Jonas Pereira/Agência Senado
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

OCongresso Nacional deu o aval ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2024, que estabelece despesas totalizando R$ 5,5 trilhões. Grande parte desse montante destina-se ao refinanciamento da dívida pública, enquanto as despesas primárias, restringidas pelo novo regime fiscal adotado neste ano, atingem a marca de R$ 2 trilhões.

Chama a atenção na proposta orçamentária o montante destinado às emendas impositivas para os parlamentares, totalizando expressivos R$ 53 bilhões. Para efeito de comparação, esse valor ultrapassa o orçamento de diversos Ministérios, incluindo Agricultura (R$ 11,27 bilhões), Ciência e Tecnologia (R$ 12,84 bilhões), Fazenda (R$ 33,56 bilhões), Desenvolvimento Regional (R$ 9,3 bilhões), Minas e Energia (R$ 9,1 bilhões) e outras pastas.

Leia Mais

Curiosamente, o montante destinado às emendas assemelha-se ao orçamento previsto para o Ministério dos Transportes no próximo ano, estimado em R$ 53,6 bilhões.

Em relação às emendas parlamentares, o Congresso optou por manter o aumento no volume das emendas de comissões permanentes, uma prática já observada no Orçamento de 2023 durante o remanejamento das emendas do relator-geral. Parlamentares têm a prerrogativa de propor emendas individuais, de bancadas estaduais e de comissões, sendo as duas primeiras impositivas e sujeitas a um cronograma de desembolso. 

No próximo ano, as emendas individuais do tipo “transferência especial” devem aumentar em R$ 1 bilhão, atingindo o montante de R$ 8 bilhões. Essas emendas consistem em transferências diretas para estados e municípios, com foco em investimentos, e estão sujeitas a maior fiscalização pelos tribunais de contas para garantir a adequada aplicação dos recursos.

No que diz respeito ao Fundo Eleitoral, destaca-se a rejeição da admissibilidade do destaque do partido Novo, que buscava reduzir o montante do fundo de R$ 4,9 bilhões para R$ 900 milhões. O presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), propôs uma alternativa de aprovação do destaque do Novo com um acréscimo, sugerindo que o fundo contasse com R$ 2,7 bilhões em 2024, valor correspondente ao fundo na campanha municipal de 2020, corrigido pela inflação. Pacheco ainda sugeriu que o restante dos recursos fosse direcionado para as emendas de bancadas estaduais, argumentando a necessidade de limitar os recursos para as eleições, visando evitar um aumento significativo nos custos eleitorais em 2026.

O senador destacou a importância de limitar os recursos para as eleições, alertando que, caso contrário, em 2026, os custos da campanha podem atingir a marca de R$ 12 bilhões, o que poderia representar o fim do financiamento público. Já o líder do PL, deputado Altineu Côrtes (PL-RJ), ressaltou a atipicidade da eleição de 2020 devido à pandemia, enfatizando a necessidade de discutir a unificação das eleições para evitar comparações inadequadas.

Durante a fase de elaboração do Orçamento, a Comissão Mista de Orçamento elevou as receitas previstas para 2024 em R$ 10,5 bilhões devido a uma reavaliação sobre os royalties de petróleo. Os parlamentares reconhecem a volatilidade dos parâmetros macroeconômicos e destacam que mudanças nesses indicadores podem impactar as receitas e despesas. O relator do Orçamento, deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP), observou que a projeção do governo para o crescimento econômico em 2024, de 2,26%, está acima das expectativas do mercado financeiro, enquanto a estimativa de inflação é ligeiramente menor, alcançando 4,85%.  



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
40 super hot slots Mapa do site