gaming the world hack

SEÇÕES

Francy Teixeira

Coluna do jornalista Francy Teixeira

Exclusivo Rafael mantém 'dor de cabeça' em 4 dos dez maiores colégios do Piauí

Nos dez maiores colégios eleitorais do Piauí, em seis já há um cenário favorável para a unificação da base karnakiana, noutros, há problemas.

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Pontuando em recente entrevista ao MeioNorte que a base aliada precisa de ‘juízo’ nos municípios do Piauí em que não há segundo turno – ou seja, todos exceto Teresina, o governador Rafael Fonteles (PT) tem trabalhado na construção da unificação, para evitar dois ou mais palanques, o que favoreceria nomes que não votam no atual chefe do Poder Executivo. 

No entanto, nos dez maiores colégios eleitorais, em quatro os conflitos se mantêm, sem qualquer perspectiva de uma definição simples, há cidades em que até 7 políticos vinculados ao governador pleiteiam a pré-candidatura

Leia Mais

No grupo de cidades conflitantes está União, em que o ex-prefeito Zé Barros lançou o vereador Ramiro Saraiva como pré-candidato, porém, o Partido dos Trabalhadores também tem outro pleiteante, no caso Zé Osmar – diretor da Escola do Legislativo da Assembleia. No município, a base ‘karnakiana’ terá que conciliar as pretensões dos dois grupos. 

EmFloriano, outra barreira na unificação, o ex-vereador Bilu de Claudemir mantém seu nome na disputa pelo Executivo local, ele obteve mais de 30% dos votos válidos na eleição passada na cidade. Lá o nome apoiado pelo governador é o deputado estadual Marcus Vinicius Kalume. A avaliação que se faz é que caso Bilu concorra, o favorecido é o atual prefeito Antônio Reis, do Progressistas, que não votou em Rafael. Então é de interesse dos rafaelistas solucionar a situação na cidade para evitar a vitória de um adversário. 

EmJosé de Freitas a situação é ainda mais complicada com três pré-candidatos da base karnakiana, são eles: Ferdinand Freitas, Antônio Abreu e Pedro Gomes

Em José de Freitas há 3 pré-candidatos ligados ao governador Rafael Fonteles (Foto: Reprodução/Facebook)Por fim, o maior imbróglio é em Parnaíba, a oposição ao prefeito Mão Santa e consequentemente, base do Governo do Piauí, tem diversos pré-candidatos. O apoio do governador na cidade foi conferido ao deputado emedebista Dr Hélio. No entanto, o denominado ‘Grupo Esperança’ concentra ao menos seis nomes, são eles: Hilder Monção, Ricardo Veras, André Neves, Zé Hamilton, Zé Filho e Tererê. 

Noutras cinco cidades entre os maiores colégios eleitorais a situação está resolvida: Teresina (Fábio Novo); Picos (Pablo Santos), Campo Maior (Paulo Martins). Em Altos, pode-se considerar pacificada também, pois o grupo rafaelista estará com Warton Lacerda (PT), apesar do prefeito Maxwell da Mariinha ser do MDB ele esteve nas ‘trincheiras’ com Sílvio Mendes no pleito de 2022. É o mesmo caso de Piripiri, em que Luiz Menezes está no PSD, mas não votou com Rafael na disputa pelo Governo, e sim Jôve Oliveira (PT). 

Por fim, em Barras o governador não precisa influenciar por uma candidatura única da base, tendo em vista que todos os nomes que despontam estiveram com Rafael em 2022, são eles: Robert Brown Carcará; Edilson Capote e Vinício Marques.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
gaming the world hack Mapa do site

1234