jogos vasco 2023

SEÇÕES

Estes 4 hábitos vão agravar seu refluxo; fique longe

Atualmente, o refluxo atinge aproximadamente 25 milhões de brasileiros

Pessoas que sofrem com refluxo precisam tomar alguns cuidados para não piorar os sintomas | Reprodução/Internet
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O refluxo gastroesofágico é mais comum do que se imagina. Atualmente ele atinge aproximadamente 25 milhões de brasileiros, segundo Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD). Caracteriza-se como refluxo o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago em direção à boca. O problema pode aparecer em qualquer fase da vida do indivíduo e ocorre por causa de problemas na anatomia do músculo que liga o esôfago ao estômago.

Essa condição costuma se manifestar com sensação de azia, arrotos constantes, dor no tórax e bolo na garganta. O nutrólogo Tasso de Carvalho afirma que é importante que se trate o problema adequadamente. “O refluxo gastresofágico pode causar complicações como esofagite, úlcera esofágica, esôfago de Barrett e até câncer de esôfago”, afirma o médico.

Consumir bebidas gasosas

Se você tem refluxo, alguns hábitos precisam ser abandonados para que o problema não se agrave. O primeiros deles é parar de consumir bebidas gaseificadas. Elas são um dos piores vilões do esôfago. Quando os gases entram em contato com o órgão, eles contribuem para o aumento da pressão dentro do corpo. No estômago, eles contribuem para irritar o trato digestivo.

Café em excesso

Se ingerida de forma habitual por pessoas que têm refluxo, a cafeína é bastante prejudicial e pode agravar os sintomas. As bebidas ricas nessas substâncias, como o chá mate, café e outras, prejudicam a mucosa gástrica e favorecem o relaxamento da esfíncter do esôfago, facilitando que o ácido do estômago volte, causando a sensação de queimação.

Comer chocolate sempre

O chocolate também é um dos vilões de quem sofre com refluxo. Rico em gorduras, cafeína e teobromina, ele irrita a mucosa do estômago e facilita o relaxamento da esfíncter do esôfago. Quem não abre mão dessa guloseima, no entanto, não precisa deixar de consumi-lo, mas deve optar por pequenas quantidades e em uma frequência menor de consumo.

Ingerir bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas, assim como o tabagismo, também são prejudiciais ao sistema digestivo e podem trazer problemas sérios com o tempo. O álcool e o fumo contribuem para o enfraquecimento do esfíncter a longo prazo, podendo tornar esse problema irreversível. Quando o assunto é álcool, as bebidas gaseificadas como as cervejas são ainda piores.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
jogos vasco 2023 Mapa do site